Notícias

A 2.ª participação de Portugal no Europeu feminino sub-17

A 2.ª participação de Portugal no Europeu feminino sub-17

2019-05-02

A seleção feminina sub-17 vai participar pela segunda vez numa fase final do Campeonato da Europa, que irá decorrer entre 5 e 17 de maio, na Bulgária.

A brilhante e incontestável vitória contra a França, na Ronda de Elite, realizada em Portugal em março passado, veio mostrar que esta geração de jogadoras tem um longo e risonho futuro pela frente. Não só para as 20 jogadoras convocadas, mas também para toda esta geração.

As oportunidades de que agora dispõem em nada são comparadas com as que as suas colegas tiveram em 2013, quando sem nada o fazer prever, alcançaram o apuramento para a fase final.

De 2013 até aos dias de hoje, muito evoluiu no futebol feminino nacional. Há cada vez mais raparigas a praticar o seu desporto de eleição, iniciando a sua atividade cada vez mais precocemente e, como tal, é expectável que as próximas gerações sejam pródigas em jogadoras de elevada qualidade.

Da geração de 2013, três atletas da altura alcançaram a seleção feminina AA, o que antevê que esta geração de 2019 também lá chegará.

Não todas, mas no lote das 20 convocadas há jogadoras já com uma maturidade competitiva bem acima da média. Aliás, creio que estamos perante o grupo de jogadoras com maior qualidade que Portugal alguma vez teve, sem desprimor para todas as outras.

Esta afirmação não é gratuita e não se sustenta apenas na vitória contra a França, que carimbou o passaporte para a fase final. Seria muito redutor olhar apenas para esse jogo e uma injustiça para o trabalho que tão bem tem sido desenvolvido nos clubes e depois aproveitado pelo selecionador nacional, Prof. José Paisana e restante equipa técnica.

Tem sido uma alegria ver os jogos desta seleção, a organização e concentração que mantém durante o tempo de jogo, a capacidade individual de cada uma em prol dos objetivos da equipa, a liberdade que lhes é dada para criarem e colocarem em campo toda a sua qualidade. Nada é fruto do acaso, mas sim de muito trabalho, seja nos clubes seja depois em contexto de estágios da seleção.

O que se espera desta participação? Não será tarefa fácil ficar nos dois primeiros lugares do grupo e seguir para as meias-finais.

Portugal, além da seleção anfitriã, deparar-se-á com o atual detentor do título, a seleção espanhola e, ainda, a Dinamarca. Os jogos serão disputados às 14h locais (mais duas que em Portugal continental) e não tenho qualquer dúvida de que qualquer uma das 20 convocadas deixará em campo tudo o que tem (e o que ainda tem de reserva e nem sabem) em campo para honrar, dignificar e elevar bem alto o nome de Portugal.

Seja qual for o resultado, seja qual for a classificação final, estas jogadoras, equipa técnica e demais comitiva (todos são imprescindíveis para o sucesso), outra bonita página do futebol feminino nacional vai-se escrever já no próximo domingo, dia 5 de maio, contra a Bulgária (que bela lembrança estas jogadoras se preparam para oferecer às suas mães naquele que será o seu dia).

Em frente, sem medos. Toca a espalhar magia como tão bem sabem fazer!

Boa sorte Portugal.

Texto: Maria João Xavier.

Foto: FPF.

Faz-te sócio e joga na nossa equipa

junta-te a nós